?

Log in

No account? Create an account
per tradition  
02:37pm 04/11/2017
 
 
efeitos secundários da poesia
resalve-se que este post vem atrasado mais de um mês e que só aqui vem parar à mesma por uma questão de tradição, nada ficou por dizer.

ritual:

brutalizados pela honestidade
nesta vela jazem separados
dois mortos atrasados

não veio a carpideira
nem a caixa de madeira

como antigamente,
uma cama,
uma vela,
um beijo
um adeus,
um apagar,
um renascer,
para voltar a ser.

com leituras de escrituras
e outras coisas duras
e outras coisas leves

ao vento cortante e
ao sol de fim de dia e
ao cair da noite relembrar os mortos

a luz da vela
dizer-te uma última vez
que bom termos sido

sem hinos solenes
nem piras ardentes

um último nós
a luz da vela
que fizemos morrer
.



ps: de acordo com o que foi escolhido pelos usos e costumes de sempre, post público, comments escondidos.
 
    eval ( write, >>, lnk );
 
 
 
 
navigationControls {  
  page -= 1
 
November 2017  
 
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930
 


};


  Powered by
LiveJournal.com